www.fcv.org.br

Institucional

Central de Material e Esterilização (CME)


Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

A Central de Material e Esterilização (CME) presta assistência à todos os setores, disponibilizando materiais utilizados em variados procedimentos realizados pela instituição. Todo processo é monitorado por um controle seguro, que conta com indicadores que fiscalizam produtos e equipamentos para o preparo e esterilização de artigo médico hospitalar.

Os produtos ofertados pelo setor são estéreis ou desinfectados, conforme sua especificidade, garantindo a qualidade e contribuindo para a prevenção e controle da infecção hospitalar. A missão é que todos os materiais sejam entregues com segurança, através do processamento de qualidade para atendimento eficaz aos clientes.

A CME é classificada como Classe II, distinguida pelo serviço prestado, e possui todos os requisitos exigidos, assim como rege a RDC nº15/2012. Realiza o processamento de produtos para a saúde não-críticos, semicríticos e críticos de conformação complexa e não complexa passíveis de processamento.


Estrutura física do setor:

I - Sala de recepção e limpeza (setor sujo);

II - Sala de preparo e esterilização (setor limpo);

III - Sala de desinfecção química, quando aplicável (setor limpo);

IV - Área de monitoramento do processo de esterilização (setor limpo); e

V - Sala de armazenamento e distribuição de materiais esterilizados (setor limpo).


Equipamentos

A CME possui autoclaves onde todos os processos de esterilização são realizados. Esses equipamentos passam por processo de validação anualmente, garantindo a eficácia, acoplando-as ao sistema tecnológico, mostrando cada etapa do processo, limpeza, desinfecção e esterilização, identificando ciclos, cargas, dia de esterilização e validade dos materiais, o que apresenta um grande avanço na monitoração e acompanhamento dos ciclos. E ainda, o processo de limpeza de canulados, além da limpeza manual, é submetido a lavadora ultrassônica, onde toda a equipe recebeu treinamento do correto manuseio.

Para garantir mais segurança e controle, é utilizado um sistema de gravação de plaquetas, que rastreia todos os materiais conforme identificação dos mesmos cadastrados em patrimônio.


Trabalhando com Qualidade

Além de indicadores externos e internos, meios físicos, químicos e biológicos, todo o processo do setor é validado e acompanhado diretamente por uma enfermeira exclusiva, responsável pelo setor.

Todos os materiais são identificados por meio de plaquetas e fitas de coloração especifica em cada kit ou caixa, diferenciando uns dos outros, o que evita a montagem incorreta e o extravio desses materiais. Tudo é identificado por quantidade contemplada na fita de identificação do material.

Os kits e caixas são cadastros em módulo padrão, sistematizando a relação e localização dos mesmos no arsenal. Todos os materiais esterilizados são embalados em SMS ou grau cirúrgico, onde o meio de esterilização é garantido, sem comprometimento de riscos de contaminação.

As rotinas são realizadas seguindo um Procedimento Operacional Padrão (POP), designado para cada procedimento. Todos esses POP's são divulgados e treinados, cumprindo com os preceitos legais de uma correta limpeza dos materiais e esterilização eficaz, realizados anualmente ou quando necessário a mudança de rotina visando melhor adequação do processo. Todos os colaboradores recebem EPI’s adequados para exercer suas atividades.

Tudo isso é feito com uma monitoração dos parâmetros dos ciclos e controle dos indicadores. Os ciclos são estratificados em relatórios de indicadores mensais, caracterizando a gestão como prática essencial ao setor.


CME Sustentável

A CME repassa os SMS utilizados e devolvidos pelos setores ao Sistema de Processamento de Roupas (SPR), onde são confeccionadas bolsas para serem vendidas, e a renda é toda destinada à Casa de Apoio. Além disso, são confeccionados hamper, lixo para carro, capa de galão de água e entre outras utilidades.