www.fcv.org.br

Artigos

08/08/2018 - 11h08m

Versão para impressão
Enviar por e-mail
Vitor Hugo tem apenas seis anos de idade, mas já venceu muitas batalhas. O menino luta contra uma neoplasia no sistema nervoso central. Quando iniciou seu tratamento no Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação Cristiano Varella, Vitor Hugo foi operado pelo cirurgião neurologista Dr. Philipe Sigilião e deu continuidade ao tratamento com quimioterapia e radioterapia.

No dia 08 de agosto de 2018, para a alegria do garoto e da mãe, Vitor Hugo realizou sua última sessão de radioterapia. A radioterapia é um tratamento capaz de destruir células tumorais através de feixes de radiação emitidos em determinadas doses diretamente na área afetada. Vitor Hugo passou por 28 dessas sessões e em cada uma delas ele deveria ficar imóvel. Para um adulto, ficar imóvel pode não parecer muito complicado, mas para uma criança de seis anos, não era uma tarefa fácil. Nesses casos, o anestesista ficava à disposição para sedar o paciente de forma que o tratamento pudesse ocorrer sem problemas. Com Vitor Hugo, a sedação ocorreu nas três primeiras sessões e para a surpresa de todos, as outras vinte e cinco sessões, Vitor Hugo ficou imóvel.
 
"Vitor Hugo cativou a todos! No primeiro dia de tratamento, ele veio todo fantasiado de Homem Aranha, daí surgiu a ideia da máscara de Homem Aranha", contou a técnica do setor. A máscara de termoplástico, que todos os pacientes que tratam tumores de cabeça e pescoço usam durante as sessões, aos poucos foi se transformando na máscara do Homem Aranha, o super herói preferido do menino. As técnicas em radiologia, Joanita e Vania, em parceria com o setor de Humanização do hospital, conseguiram a tinta antialérgica e pintaram a máscara. De acordo com o coordenador do setor de Humanização, João Motta, ações como essa são de extrema importância no quesito transversalidade, pois amplia o grau de contato e da comunicação entre os colaboradores reconhecendo assim que as diferentes especialidades e práticas podem conversar com a experiência daquele que é assistido, no caso, nosso Homem Aranha Vitor Hugo.

A cada sessão, a máscara ganhava uma parte pintada e no dia 08, Vitor Hugo finalmente pôde levá-la para casa. Assim como o Homem Aranha, Vitor Hugo adquiriu, nem que fosse em suas 28 sessões, super força para combater seu principal inimigo, o câncer, e agora dará sequência ao seu tratamento.